23 de set de 2016

Resultados da I Feira Regional de Ciências, Tecnologias e Linguagens

Durante os dias 15 e 16, aconteceu a I Feira Regional de Ciências, Tecnologias e Linguagens da Gered de Maravilha. Muitos visitantes acompanharam os trabalhos apresentados pelos estudantes do Ensino Fundamental e Médio, que demonstraram potencial científico com seus projetos.
A feira também contou com momentos emocionantes onde os estudantes mostraram muito talento com apresentações de dança, música e poemas de suas autorias.
Nesta etapa foram classificados alguns trabalhos que representarão a ADR/Gered de Maravilha na etapa estadual em Florianópolis.
A etapa estadual, que acontecerá em outubro, envolve os principais trabalhos de cada Regional e é a oportunidade dos estudantes apresentarem seus trabalhos, interagir e trocar experiências com estudantes de outros locais do Estado.
No Ensino Fundamental o primeiro lugar ficou com os alunos da EEB La Salle do município de Serra Alta que apresentaram o projeto “Garrafa Térmica Caseira” e o segundo lugar foi dos alunos da EEB Helio Wasum com o projeto “Sistema Urinário”.
No Ensino Médio o primeiro lugar foi conquistado pelos alunos da EEB La Salle do município de Serra Alta que desenvolveram o projeto “Braço Hidráulico: Facilitando Atividades Humanas” e o segundo lugar foi da EEB Jorge Lacerda com os alunos que apresentaram o projeto “Maquete Eólico com Gerador”.

A dança teve a participação de 18 escolas. Para a avaliação das melhores apresentações os jurados observaram os seguintes critérios: criatividade; figurino e composição coreográfica.
O primeiro lugar ficou com a equipe da EEB José Marcolino Eckert de Pinhalzinho que apresentou a obra “Tarantela”, coreografada pela professora Maria de Fátima de Matos Marques. O segundo lugar ficou com a EEB Rodrigues Alves de Saudades com a obra “Cats” releitura da professora coreografa Adriana Mohr Lange.
O festival de poemas contou com a participação de 25 escolas. Na avaliação foram observados a criatividade, originalidade, declamação, postura, dicção, e organização das idéias foram definidos os primeiros lugares na competição.
O primeiro lugar ficou com as alunas Patrícia Mueller e Jéssica Malmeto da EEB José Marcolino Eckert de Pinhalzinho que declamaram o poema “Nação Brasileira”.
 Em segundo lugar ficou o aluno Gean Wesley Leschuck da EEB Hermínio Heusi da Silva de Romelândia com o poema “Lágrimas na Chuva”.
A música contou com participação de 18 escolas da Regional onde 36 cantores e cantoras encantaram o público presente. Para a escolha dos classificados os jurados observaram os critérios de afinação, ritmo, letra, dicção e postura.
Em primeiro lugar ficou o trio Julia Menegotti, Eric Pasqualotto e Gabriel Provenzi da EEB Prof Manuel de Freitas Trancoso de Iraceminha com a música “O sábio do Mate” de Juliana Spanevello. O segundo lugar foi da aluna Renata Silva Souza da EEB Jorge Lacerda de Flor do Sertão que apresentou a música “Como Nossos Pais” de Eliz Regina.

Fonte: 

14 de set de 2016


Alunos das unidades escolares pertencentes à Gerência de Educação (Gered) da Agência de Desenvolvimento Regional de Maravilha estão se preparando para a I Feira Regional de Ciências, Tecnologias e Linguagens.
A feira será realizada na EEB João XXIII em Maravilha nos dias 15 e 16 de setembro e entre os objetivos na sua realização está incentivar alunos e professores do Ensino Fundamental (séries finais), Médio e Técnico a planejar e executar trabalhos científicos, trabalhar a postura e desenvolvimento das linguagens possibilitando a oportunidade de construir seu conhecimento de forma interdisciplinar, criativa e contextualizada.

Juntamente com a feira a ADR Maravilha realizará o I Festival Escolar de Poemas que contará com a participação de 25 escolas. Também será realizado o I Festival Escolar de Dança e o I Festival Escolar de Música que terão representantes de 18 unidades escolares em cada um. A premiação dos Festivais será certificado de participação para todos os alunos e professores e troféu para primeiro e segundo lugar.

17 de ago de 2016

Kindle?? O que é?


Kindle é um e-reader, um dispositivo eletrônico criado para leitura de textos. Ele é mais usado para leitura de ebooks, ou livros digitais, embora nos Estados Unidos os usuários também possam fazer assinaturas de revistas e jornais para ler nele. Pense nele como um livro eletrônico, mas ao invés de ser um único título, você pode ler nele inúmeros títulos. Você pode ler nele os ebooks comprados na Amazon e também arquivos em outros formatos, como PDF e MOBI.
Existem outras marcas de e-reader como Kobo e Lev.  No entanto, o Kindle está fazendo o maior sucesso pela escolha da tecnologia e-Ink para a tela, que imita o papel impresso. Eles decidiram não usar o LCD e LED, que incomoda um pouco a vista depois de uma leitura mais prolongada, e buscar um material eletrônico que imitasse o livro de papel, e assim conseguisse conquistar as pessoas que não tinham simpatia por ler ebooks em telas de LCD até então.

 

Texto de Cristiane Ferreira

5 de ago de 2016

Geração Touch Screen e a sua nova forma de aprender



O uso de celulares e redes sociais em sala de aula podem aproximar os alunos de conteúdos curriculares?
Segundo a psicanalista, especialista em neurocognição e potencial humano e doutora em Ciências da Informação e da Comunicação, Patrícia Dupin, a resposta é: sim!
Os alunos estão aprendendo de forma diferente e, por isso, alguns novos recursos como celulares e redes sociais, já estão sendo usados de forma natural como facilitadores do aprendizado, por isso o educador deve saber tirar o melhor proveito dessas tecnologias.
Para a especialista, a forma como o ser humano é constituído não mudou, o que mudou foi a forma como interagimos com o mundo depois das inovações tecnológicas. “Temos um novo modus operandi. A educação/aprendizado que antes ocorria de 1 para muitos (aquele que ensina e aquele que aprende), agora ocorre de muitos para muitos (todos que ensinam/todos aprendem com todos) ”, explica.
A verdade é que, com a tecnologia cada vez mais presente em sala de aula, a relação de professor e aluno é um caminho de mão dupla. A troca de informações e a interatividade entre ambas as partes é o ponto forte nesse novo modo de aprender e ensinar.

Fonte: http://www.positivoteceduc.com.br
acessado em 05/08/2016 - 11h

19 de jul de 2016

Google for Education


Na manhã de hoje, 19, as multiplicadoras Juciane e Naildes do NTE de Maravilha, se reuniram com a diretora Dulce, assessora Rosane e assistente técnico pedagógico Loreni, da EEB João XXIII, de Maravilha, que é a escola piloto do Google for Education da GERED Maravilha.

Na oportunidade a diretora da escola Dulce Knob fez o primeiro acesso a sua conta Google Educacional e visualizou alguns dos recursos disponíveis.



O projeto Google for Education é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Estado de Educação com a Qi Network, representante das iniciativas educacionais da empresa Google em Santa Catarina. Por meio dessa parceria, é garantido que as escolas da rede pública estadual recebam gratuitamente as ferramentas digitais educacionais do Google. Dentre essas ferramentas estão: as contas Gmail Educacional, o Google Classroom, o Google Drive e o Google Hangout, entre outras.
Em 2016, um projeto piloto está sendo feito em 36 escolas, sendo uma em cada Regional. Todos os professores e estudantes dos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio dessas escolas já possuem contas Google Educacional.  Após a consolidação do projeto nestas escolas, o Google for Education será estendido para as demais escolas da rede pública estadual.
As ferramentas possibilitam aos professores criar novas experiências de aprendizado e facilitar o desenvolvimento de projetos pedagógicos digitais inovadores. As formas de interação com os estudantes e a organização de atividades com eles também se tornam mais simples.
Para auxiliar os professores da rede estadual a explorar todo o potencial desses recursos, a Secretaria conta com o apoio dos NTEs, que serão o suporte técnico e pedagógico do projeto.

Fonte: http://www.sed.sc.gov.br/index.php/servicos/programas-e-projetos/16985-google-for-education


14 de jul de 2016

Youtube Kids


O YouTube lançou recentemente no Brasil o aplicativo de vídeos para crianças nas plataformas móveis Android e iOS.

A plataforma chamada de  YouTube Kids , traz um layout mais lúdico, dividida em quatro categorias: Séries, Música, Aprender e Explorar. É possível escolher entre três opções de público, o que delimitará (ou não) o tipo de conteúdo disponibilizado: Pré Escola, Idade Escolar e Todas as Crianças.
O YouTube permite que os pais gerenciem o acesso dos filhos ao app, que é protegido por senha .  Com isso, dá a possibilidade dos pais determinar quanto tempo a criança poderá ficar assistindo aos vídeos no YouTube Kids. Bastando selecionar um período entre 1 e 120 minutos em um timer especial.
Os pais também podem escolher desabilitar o histórico para que o YouTube não recomende conteúdos e até desligar a funcionalidade de pesquisa, limitando assim o acesso apenas aos vídeos exibidos na página inicial do aplicativo.


Fonte